ÁREA DO CLIENTE

Consulte o andamento do seu processo

NOTÍCIAS

Newsletter

Endereço

Avenida Princesa Isabel , 15 , Conj. 1710/1712
Centro
CEP: 29010-361
Vitória / ES
+55 (27) 32223106+55 (27) 30267037

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,44 5,44
EURO 6,17 6,17

Previsão do tempo

Hoje - Belo Horizonte,...

Máx
29ºC
Min
20ºC
Predomínio de

Terça-feira - Belo Ho...

Máx
30ºC
Min
20ºC
Predomínio de

Quarta-feira - Belo Ho...

Máx
28ºC
Min
18ºC
Chuvas Isoladas

Hoje - Guarapari, ES

Máx
31ºC
Min
22ºC
Predomínio de

Terça-feira - Guarapa...

Máx
30ºC
Min
23ºC
Predomínio de

Quarta-feira - Guarapa...

Máx
31ºC
Min
22ºC
Predomínio de

Hoje - Vitória, ES

Máx
30ºC
Min
23ºC
Predomínio de

Terça-feira - Vitóri...

Máx
30ºC
Min
24ºC
Chuvas Isoladas

Quarta-feira - Vitóri...

Máx
31ºC
Min
23ºC
Predomínio de

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Comissão de Acessibilidade e Inclusão do TJES lança cartilha “Tribunal mais acessível”

A cartilha, criada com o objetivo de apresentar os principais direitos das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, está disponível no site do TJES. A Comissão Permanente de Acessibilidade e Inclusão do Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) lançou, na última sexta-feira (03), a cartilha “Tribunal mais acessível”, um importante material que pode ser consultado por magistrados, servidores, estagiários e terceirizados, bem como por qualquer cidadão, enfim, todos aqueles que podem fazer com que o Poder Judiciário seja mais acessível. O Poder Judiciário Estadual (PJES) tem o compromisso de assegurar o exercício dos direitos, deveres e liberdades das pessoas com deficiência ou modalidade reduzida, para que seja garantido a todas as pessoas uma solução adequada, acessível, rápida e efetiva dos conflitos apresentados à justiça. Visto isso, a cartilha foi criada com o objetivo de apresentar os principais direitos das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. A servidora Renata de Souza Santos, integrante da Comissão Permanente de Acessibilidade e Inclusão, afirmou que a pandemia do novo coronavírus deixou ainda mais evidente o fato de que a informação não chega a todos ao mesmo tempo, sem que ela esteja acessível a todas as pessoas. “Nossa proposta é que a informação seja disponibilizada em formatos acessíveis de forma que todos tenham acesso à informação ao mesmo tempo”, finaliza Renata. Além de todo conteúdo textual em português, o material apresenta conteúdo audiovisual com narração e legenda produzidos pela Assessoria de Imprensa e Comunicação do TJES. E, em parceria com tradutores intérpretes de libras do curso letras-libras da UFES, foi possível transmitir o conteúdo também em libras (língua brasileira de sinais) para pessoas surdas sinalizadas. A cartilha “Tribunal mais acessível” possui uma linguagem simples, com exemplos e orientações de uma cultura anticapacitista e de acesso à justiça, que permitirá que o PJES possa construir uma cultura ainda mais acessível, promovendo a inclusão de pessoas com deficiência, principalmente com a eliminação de barreiras nas atitudes. O material em formato pdf está disponível no Portal da Transparência, no site do TJES, podendo também ser acessado pelo link a seguir: http://www.tjes.jus.br/wp-content/uploads/tribunal-mais-acessivel.pdf Vitória, 06 de dezembro de 2021   Informações à Imprensa Assessoria de Imprensa e Comunicação Social do TJES Texto: Thayná Bahia (com informações da Comissão Permanente de Acessibilidade e Inclusão) | Maira Ferreira Assessora de Comunicação do TJES www.tjes.jus.br
06/12/2021 (00:00)
Visitas no site:  1643821
© 2022 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia