ÁREA DO CLIENTE

Consulte o andamento do seu processo

NOTÍCIAS

Newsletter

Endereço

Avenida Princesa Isabel , 15 , Conj. 1710/1712
Centro
CEP: 29010-361
Vitória / ES
+55 (27) 32223106+55 (27) 30267037

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,85 4,85
EURO 5,32 5,32

Previsão do tempo

Hoje - Belo Horizonte,...

Máx
27ºC
Min
21ºC
Chuva

Terça-feira - Belo Ho...

Máx
30ºC
Min
20ºC
Chuva

Quarta-feira - Belo Ho...

Máx
32ºC
Min
20ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - São Paulo, SP

Máx
33ºC
Min
22ºC
Parcialmente Nublado

Terça-feira - São Pa...

Máx
33ºC
Min
23ºC
Chuva

Quarta-feira - São Pa...

Máx
33ºC
Min
24ºC
Chuva

Hoje - Rio de Janeiro,...

Máx
32ºC
Min
24ºC
Chuva

Terça-feira - Rio de ...

Máx
34ºC
Min
26ºC
Parcialmente Nublado

Quarta-feira - Rio de ...

Máx
35ºC
Min
27ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Guarapari, ES

Máx
33ºC
Min
23ºC
Parcialmente Nublado

Terça-feira - Guarapa...

Máx
33ºC
Min
24ºC
Parcialmente Nublado

Quarta-feira - Guarapa...

Máx
34ºC
Min
23ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Vitória, ES

Máx
33ºC
Min
24ºC
Parcialmente Nublado

Terça-feira - Vitóri...

Máx
33ºC
Min
24ºC
Parcialmente Nublado

Quarta-feira - Vitóri...

Máx
33ºC
Min
24ºC
Parcialmente Nublado

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Justiça do Trabalho de São Paulo adere ao Pacto Ninguém Se Cala

Neste carnaval, o TRT da 2ª Região, por meio do Subcomitê do Trabalho Decente e Seguro, deixa claro seu apoio a ações de conscientização e suporte em casos de assédio e violência praticados contra mulheres em ambientes de lazer. O Pacto Ninguém Se Cala, desenvolvido pelo Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP) e pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), esclarece sobre o enfrentamento da violência contra a mulher em bares, casas noturnas, restaurantes, eventos e similares. Também firma compromisso com instituições para pulgação e implementação de medidas importantes relacionadas ao tema.Nas festividades do carnaval, da campanha espalhados por pontos de grande circulação levarão quem necessita de auxílio aos canais de denúncia como a Ouvidoria das Mulheres, do MPSP. Em caso de violência contra trabalhadoras dos eventos, a denúncia pode ser feita também ao MPT, por meio dos links pulgados em QR codes nesses mesmos materiais (capital e outras regiões do Estado).Os órgãos criaram, ainda, cartilha que explica os conceitos de assédio, estupro, as formas de violência mais comuns, os mitos relacionados ao assunto, os direitos das vítimas, entre outros pontos. Para saber mais sobre essas ações e pulgar a causa, siga também o perfil do TRT-2 no Instagram e no Facebook.
09/02/2024 (00:00)
Visitas no site:  2582251
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia